Angelica

Entrevista: Angélica Baldi, criadora da página “Bora Ser Santo”.

A Agência B16 marcou presença no encontro do Igrejeiro, ocorrido na Canção Nova em 10 de dezembro de 2021. Na ocasião, nossa equipe teve a oportunidade de conversar com vários dos influenciadores católicos que estavam presentes.

Uma das jovens que gentilmente topou conversar com a B16 foi a Angélica Baldi, criadora da página Bora Ser Santo e do canal do YouTube com o mesmo nome. 

Sempre sorridente durante todo o encontro, a jovem de 21 anos é natural do Espírito Santo – e a afirmação serve para se referir tanto a Deus quanto ao Estado – e utiliza as redes sociais para evangelizar, ensinar sobre o Catecismo, falar da vida dos santos e incentivar os seus seguidores a ter uma vida de santidade.

Vamos disponibilizar a íntegra da nossa conversa. 

Boa leitura!

Agência B16 – Angélica, nos conte sobre o seu sentimento de estar participando do primeiro encontro dos influenciadores católicos do brasil, o Igrejeiro.

Angélica Baldi – Eu estou muito feliz, de verdade, por estar aqui vendo nascer um movimento tão legal dentro da nossa Igreja. É uma honra estar entre esses 25 influenciadores que estão aqui presentes na Canção Nova, pessoas que são diferentes entre si, com jeitos diferentes de evangelizar. Todos ouviram um chamado de Deus, um chamado que é único e irrepetível. Existe lugar para cada um de nós aqui. É uma emoção muito grande estar aqui e fazer parte desse projeto.

B16 – Para você, qual deve ser o objetivo principal do comunicador quando resolve ter um perfil nas redes sociais voltado para a evangelização?

Angélica Baldi – Para nós, comunicadores católicos, o intuito de ter uma página no Instagram, no Tik Tok, nas redes sociais em geral, é realmente o de deixar que o nome de Deus se perpetue nos corações das pessoas que nos assistem. Particularmente, eu, Angélica, não quero que as pessoas lembrem do meu nome, quero que elas lembrem de Deus por meio da mensagem que eu passo. Estou feliz por estar vendo aqui hoje que há outras pessoas que, assim como eu, também estão dispostas a passar essa mensagem às pessoas, uma mensagem de amor a Deus.

B16 – As mídias sociais em que você está presente são, majoritariamente, frequentadas por jovens. Como você encara essa missão de evangelizar os jovens?

Angélica Baldi – É uma missão mesmo! É difícil às vezes, mas, por também ser jovem, procuro falar sempre a mesma língua deles. Então, estou sempre antenada nos filmes, séries, nos artistas, para sempre tentar trazer conteúdos atuais.

Dia desses eu produzi um super post, uma sequência de stories, falando sobre a banalização do amor e usando como referência o filme “A Barraca do Beijo”, que era uma obra que estava em alta. Os seguidores do “Bora Ser Santo” gostaram muito! Foi um post muito compartilhado. Ser jovem, e estar nesse meio majoritariamente jovem, é muito bom porque você sabe o que eles precisam ouvir. Eu penso assim “o que eu gostaria de ouvir?” e assim eu tento passar a mensagem.

B16 – Além de consumir o conteúdo que é disponibilizado nas suas redes sociais, muitos desses jovens também se inspiram em você para um dia, futuramente, também serem influenciadores católicos. Tem uma mensagem que possa deixar para eles?

Angélica Baldi –  Eu sempre falo assim: sejam primeiramente influenciadores no meio em que vocês estão. Muito mais do que pessoas da internet, precisamos de pessoas de verdade, de carne e osso. Então seja um influenciador dentro da sua escola, dentro da sua faculdade e do seu trabalho. As pessoas precisam desse tipo de influencer. Claro que estar nas redes sociais é importante, mas, sobretudo, a evangelização deve estar presente no nosso dia a dia. Isso é muito importante, pois o amor se dá nas pequenas coisas. Se formos fiéis no pouco, em coisas do nosso cotidiano, Deus honra a gente com mais.

B16 – E quais são os frutos que você espera que encontros como o Igrejeiro possam gerar para a comunicação católica? 

Angélica Baldi – Eu espero que seja, de fato, um avivamento para outros jovens e que eles consigam ter essa força, ver que não estão sozinhos e queiram perpetuar essa mensagem. Que não deixem ficar apenas nas redes sociais, mas que levem para as suas paróquias, para as pastorais da comunicação, para o trabalho e faculdade. Eu quero isso, que as pessoas saiam daqui com esse chamado de evangelização para o local em que elas estejam. Isso é fundamental! Se o meu Instagram apagar hoje, e tudo acabar, eu vou estar com o coração em Deus, com o coração leve, sabendo que estou ajudando a minha paróquia, estou sendo uma boa amiga, filha e namorada. Espero que as pessoas saiam daqui cientes dessa proposta de evangelização doada para Deus e para o dia a dia.

B16 – Quando acontecer o segundo encontro dos influenciadores, você estará presente?

Angélica Baldi – Ah, eu espero que sim, né! (risos) Com certeza eu estarei presente nos próximos!

B16 –  O seu trabalho de evangelização é muito bonito e esperamos que seja cada vez mais abençoado! Muito obrigado por conversar com a gente!

Angélica Baldi – Muito obrigada! Eu que agradeço! 

Continue acompanhando nosso blog para mais entrevistas com alguns dos maiores influenciadores católicos do Brasil!

Estamos unidos na oração e no trabalho!

Tags: No tags

LEAVE A COMMENT