comunicador católico

O papel dos comunicadores católicos

No Congresso sobre a Imprensa Católica realizado no Palácio Apostólico do Vaticano em 2010, ocasião na qual o Papa Bento XVI reuniu-se com mais de 200 comunicadores católicos de 85 países diferentes, o Sumo Pontífice falou sobre o que pensava ser a missão deles: “A vossa missão, queridos comunicadores da Igreja Católica, é a de ajudar o homem contemporâneo a orientar-se para Cristo, único Salvador, e a manter acesa no mundo a chama da esperança, para viver dignamente o hoje e construir adequadamente o futuro”.

As palavras do Santo Padre nos ensinam que jamais devemos nos afastar dessa missão, que nos é confiada pela Santa Igreja, de ajudar que os homens tenham uma experiência de fé por meio dos veículos de comunicação. Os meios de comunicação devem auxiliar a vocação missionária da Igreja permitindo que pontes sejam construídas e que elas levem as pessoas, convertidas à fé ou não, a terem um encontro com Cristo.

E Jesus é a chave para que tudo isso ocorra de maneira frutífera. O próprio comunicador tem que ter a consciência de que o seu perfil deve estar ligado à pessoa de Jesus. Enquanto pessoa de fé que ama o Evangelho, o comunicador deve estar empenhado em anunciar sempre a Boa Nova, que é o próprio Jesus, e nunca a si próprio.

Não pode ser esquecido também o fato de comunicar com atitudes, vivendo verdadeiramente aquilo que é anunciado, com humildade, fé e coragem. Esse processo ajudará na sua própria escolha pessoal por Jesus e seus ensinamentos, como uma maneira de reafirmar a própria fé.

Peça a intercessão de Nossa Senhora da Comunicação para que tenhas sempre intimidade com o Cristo e que o seu perfil seja semelhante ao Dele para buscar sempre a verdade e comunicar com bondade e amor ao próximo e à Igreja!

Leave a Comment