fbpx

O que é Persona e por que criar uma para sua empresa

28 novembro 2019 / By Francisco Eugênio

Se você trabalha com marketing ou publicidade, certamente alguma vez já recebeu o questionamento sobre qual é o público-alvo da empresa. Isso porque compreender quem compra é fundamental não só para o desenvolvimento de produtos, mas também para a produção de conteúdo que orientará a aquisição de novos clientes.

Na produção de material para o blog ou para as redes sociais de uma empresa, utilizamos um recurso interessante que facilita o direcionamento dos temas: a criação de uma persona. Trata-se da definição do cliente típico, com todas as principais características dos compradores.

Cumprir esse desafio de criar e montar uma persona, ou várias personas, pode ser mais fácil quando você consegue fazer as perguntas certas. Depois, basta utilizar essas informações de forma produtiva para que toda ação e tomada de decisão sejam direcionadas àquele perfil.


O que é persona?

Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. A persona guia a criação de conteúdo e de marketing digital.

Uma boa definição de persona passa justamente pelo contato com o seu público-alvo. Assim, em uma rápida análise, você pode identificar características comuns entre os potenciais compradores.

Se você possui uma base de clientes, esse será a fonte perfeita para começar suas investigações. Mesmo que tenha perfis diferentes de pessoas ou empresas que consumiram seu produto, alguns deles tendem a exemplificar a sua persona.

Uma dica importante é focar tanto em clientes satisfeitos quanto insatisfeitos. Em ambos os casos, você certamente aprenderá algo sobre a percepção do seu produto e quais desafios seus clientes estão encarando.

Qual é a diferença entre persona e público-alvo?

É comum que haja alguma confusão nos conceitos. Vamos, então, deixar uma coisa bem clara: persona e público-alvo não são sinônimos.

Veja um exemplo prático:

Público-alvo: Homens e mulheres, de 24 a 35 anos, casados e com filho(s), empregados, com renda média mensal de 5.000 reais. Pretendem oferecer um autêntico ensino católico para os filhos.

Persona: Vinícius tem 30 anos, é funcionário público e casado com Laila. Pensa em colocar seu filho de 6 anos em uma escola que passe os ensinamentos e a tradição católica e ensine alguns idiomas, como o latim. Está buscando uma instituição com essas características e que tenha um valor dentro de seu orçamento.

De uma maneira geral, público-alvo é uma parcela abrangente da sociedade para quem você vende seus produtos ou serviços. Já a persona, como falado no tópico acima, é a representação do seu cliente ideal, de forma mais humanizada e mais personalizada.


Por que criar uma persona?

A criação de personas é um passo fundamental dentro de uma estratégia de Marketing Digital de resultados. Criamos personas para enviar a mensagem certa para as pessoas certas e, assim, termos maiores chances de sucesso.

Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos sua estratégia se perca e você acabe falando português para quem só entende grego. Ou promovendo cortes de carnes para quem é vegetariano. Ou oferecendo um produto destinado à classe A para a classe C. Os exemplos são muitos!

Sendo assim, alguns motivos que provam a importância da criação de personas para seu negócio são:

  • Determinar o tipo de conteúdo que você precisa para atingir seus objetivos;
  • Definir o tom e o estilo de seu conteúdo;
  • Ajudar a desenhar suas estratégias de marketing apresentando o público que deve ser focado;
  • Definir os tópicos sobre os quais você deve escrever;
  • Entender onde os prospectos buscam suas informações e como eles querem consumí-las.
 
Questões que ajudam a definir uma persona

Depois de entender o que é persona, quais suas vantagens para seu negócio e de levantar algumas informações preliminares, você precisará se orientar pelo perfil de seu cliente típico.

Ou seja, deverá ser guiado pela maioria para responder a algumas questões que vão ajudar a definir o perfil comportamental de sua persona:

  • Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra)
  • Que tipo de assunto interessaria a ele sobre o seu setor?
  • Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoal quanto profissionalmente)?
  • Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?
  • Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?
  • Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?
  • No caso de produtos B2B, qual é o tipo de empresa que compra a sua solução? E qual o cargo de quem compra?
  • Quem influencia suas decisões?

Resumindo: você precisa ter em mente o que a pessoa responsável pela compra de seu produto ou serviço busca na área de atuação de sua empresa. Pense nos assuntos em que ela pode estar interessada, como os problemas relacionados ao seu setor que ela enfrenta no dia-a-dia.

Uma vez encerrado esse processo, você terá uma boa quantidade de dados brutos sobre os potenciais consumidores.

Com informações de: https://resultadosdigitais.com.br


Tire todas suas dúvidas participando da nossa consultoria gratuita

About The Author

Francisco Eugênio

Os desafios me movem. Amo pessoas e trabalhos em equipe. Uma vida que não serve, não serve para ser vivida. Acredito fielmente que posso mudar o mundo através de micro revoluções.

Leave a Comment

*Please complete all fields correctly

Open chat